Topo

Audiência pública nesta terça (9) discute retorno ao mercado de emagrecedores proibidos pela Anvisa

A Anvisa anunciou o veto aos medicamentos anfepramona, femproporex e mazindol por considerar que os riscos das drogas superam os benefícios - Thinkstock
A Anvisa anunciou o veto aos medicamentos anfepramona, femproporex e mazindol por considerar que os riscos das drogas superam os benefícios Imagem: Thinkstock

Do UOL

Em São Paulo

08/10/2012 13h14

A Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados fará, nesta terça-feira (9) à tarde, uma audiência pública para discutir a decisão da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) pela proibição de medicamentos inibidores de apetite.

A agência anunciou o veto aos medicamentos anfepramona, femproporex e mazindol há cerca de um ano, por considerar que os riscos dessas drogas superam seus benefícios. Na ocasião, especialistas manifestaram descontentamento e agora querem discutir um projeto de lei que reverta a decisão.

Segundo as deputada Alice Portugal (PCdoB-BA), que é farmacêutica e bioquímica por formação, a obesidade é uma doença crônica que causa danos irreversíveis à saúde. “Não se deve desconhecer a situação do doente obeso que não responde ao tratamento via reeducação alimentar e de novos hábitos de vida, para os quais o endocrinologista faz a opção do apoio medicamentoso”, afirma.

Além de técnicos da Anvisa, médicos e nutrólogos foram convidados a participar da audiência. “Vamos mais uma vez conversar com o Governo, alertar que um paciente saudável implica em uma economia nos bolsos da saúde pública brasileira", diz Guilherme Giorelli, médico nutrólogo da Abran (Associação Brasileira de Nutrologia).

Mais Notícias