Topo

"Agora posso sair sem que fiquem me olhando", diz homem que passou pelo mais completo transplante de rosto

Do UOL

Em São Paulo

17/10/2012 23h00

A Universidade de Maryland, nos EUA, divulgou nesta quarta-feira (17) detalhes sobre a recuperação de Richard Lee Norris, o homem de 37 anos que recebeu o mais completo transplante de rosto realizado até hoje, há sete meses.

Norris, que é de Hillsville, Virginia, feriu-se em um acidente com arma de fogo em 1997, e perdeu a maior parte do maxilar superior e inferior, bem como os lábios e o nariz. A cirurgia de transplante, completada no dia 20 de março no Centro Médico da Universidade de Maryland, incluiu a substituição de ambos os maxilares, dentes, língua, e pele, nervo subjacente e tecido muscular do couro cabeludo ao pescoço.

"Durante os últimos 15 anos, vivi como recluso, me escondendo atrás de uma máscara cirúrgica e saindo às compras à noite, quando há menos pessoas na rua", afirmou Norris.

Agora posso sair sem que fiquem me olhando, e não tenho que ouvir os comentários das pessoas. As pessoas me olhavam fixamente porque eu era desfigurado. Agora, elas podem olhar para mim com admiração e para a transformação pela qual passei. Agora posso passar pelas pessoas e ninguém olha para mim repetidamente. Meus amigos seguiram suas vidas, fizeram uma família e construíram carreiras. Agora posso começar a trabalhar na nova vida que recuperei."

"Estou bem. Passo bastante tempo pescando e trabalhando no meu jogo de golfe. Também estou desfrutando o tempo com a minha família e amigos", declarou Norris. "Ainda tenho algumas consultas de acompanhamento com vários médicos e terapeutas diferentes para assegurar-me de que tudo está se curando adequadamente. Estou me submetendo a fisioterapia e fonoaudiologia. Vou bem no processo de recuperar minha fala. Ela melhora um pouco a cada dia."

Norris continua a recuperar a sensação no rosto e consegue sorrir e demonstrar expressões. Seus médicos afirmam que a função motora do lado direito está 80% normal, e a função motora do lado esquerdo está 40 por cento normal. Ele come principalmente pela boca e consegue sentir cheiros e sabores.

O histórico transplante completo de rosto de Norris, que durou 36 horas, foi encabeçado por Eduardo D. Rodriguez, professor de cirurgia da Escola de Medicina da Universidade de Maryland e chefe de cirurgia plástica, reconstrutiva e maxilo-facial do R Adams Cowley Shock Trauma Center (Centro de Choques Traumáticos R Adams Cowley) do Centro Médico da Universidade de Maryland.

A cirurgia de Norris marcou a primeira vez no mundo em que um transplante de rosto foi realizado por uma equipe de cirurgiões plásticos e reconstrutivos com treinamento especializado e experiência em cirurgia craniofacial e microcirurgia reconstrutiva.

Mais Notícias