PUBLICIDADE
Topo

Saúde

Esse conteúdo é antigo

Nova York proíbe eventos com mais de 500 pessoas após surto do coronavírus

Coronavírus: homem caminha usando máscara em zona de compras de Nova York, nos Estados Unidos - Andrew Kelly/Reuters
Coronavírus: homem caminha usando máscara em zona de compras de Nova York, nos Estados Unidos Imagem: Andrew Kelly/Reuters

Do UOL, em São Paulo

12/03/2020 15h34

Governador de Nova York Andrew Cuomo anunciou hoje que eventos com mais de 500 pessoas estão banidos após o surto de coronavírus no estado norte-americano.

"Essas novas regras entrarão em vigor amanhã a partir das 17h, exceto pelos teatros da Broadway em Manhattan, que fecharão a partir das 17h de hoje", informou.

Segundo Cuomo, o estado estava tentando limitar o contágio ao reduzir "densidade" ou eventos onde um grande número de pessoas se junta em um ambiente fechado.

"Então, nós estamos tomando ações necessárias para reduzir o contágio. Sem eventos com 500 pessoas ou mais", completou.

Coronavírus liga alerta pelo mundo

Escolas, hospitais, asilos e instalações de transporte de massa estarão isentos da ordem, disse o governador.

Instalações com capacidades de ocupação de 500 pessoas ou menos precisarão reduzir sua capacidade em 50%

"De zero a 500, estamos reduzindo a capacidade em 50%; portanto, 50% da sua capacidade instalada é a nova capacidade de uma instalação", disse.

"Qualquer empresa que não consiga manter sua ocupação atual ou as novas regras de ocupação com essa nova regra, deve entrar em contato com o governo".

O estado de Nova York tinha confirmado até hoje 328 casos confirmados de coronavírus, sendo 112 diagnosticados na noite passada.

Mapa com os países com casos confirmados - está sendo atualizado

Saúde