PUBLICIDADE
Topo

MPF determina ações de prevenção da covid-19 entre indígenas venezuelanos

O abrigo está superlotado com mais de 500 indígenas que fugiram da Venezuela nos últimos anos - Paulo Camilo/ UOL
O abrigo está superlotado com mais de 500 indígenas que fugiram da Venezuela nos últimos anos Imagem: Paulo Camilo/ UOL

Do UOL, em São Paulo

20/03/2020 17h52

O Ministério Público Federal (MPF) determinou a realização de visitas domiciliares, distribuição de kits de higiene e ações de conscientização nos abrigos para os imigrantes indígenas da etnia Warao que vivem em Manaus.

Em meio a pandemia de coronavírus, que exige saneamento básico e medidas de higiene pessoal, os indígenas denunciaram ao MPF que as bombas que levam água até o abrigo estavam quebradas e que as fossas sanitárias estavam transbordando.

O abrigo está superlotado com mais de 500 indígenas que fugiram da Venezuela nos últimos anos.

O MPF definiu ações para evitar que o coronavírus se dissemine entre os povos indígenas.

Coronavírus