PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus: Não dá para esquecer quem está atrás das grades, diz Bachelet

Preocupação foi exposta por Michelle Bachelet, alta comissária da ONU para direitos humanos - Fabrice Coffrini/AFP
Preocupação foi exposta por Michelle Bachelet, alta comissária da ONU para direitos humanos Imagem: Fabrice Coffrini/AFP

Do UOL, em São Paulo

25/03/2020 14h17

A ONU (Organização das Nações Unidas) fez um apelo nesta quarta-feira para que governos tomem medidas urgentes para proteger pessoas em situações mais vulneráveis ao novo coronavírus, principalmente quem se encontra em detenções e locais fechados, como asilos e orfanatos.

A alta comissária da ONU para os direitos humanos, Michelle Bachelet, reforçou que a doença respiratória covid-19 já começou a atacar locais como presídios, centro de detenções de imigrantes, casas de repousos e hospitais psiquiátricos.

"Em muitos países, as instalações de detenção estão superlotadas, em alguns casos perigosamente. As pessoas geralmente são mantidas em condições não higiênicas e os serviços de saúde são inadequados ou até inexistentes. O distanciamento físico e o auto-isolamento nessas condições são praticamente impossíveis ", afirmou.

"Os governos estão enfrentando enormes demandas por recursos nesta crise e estão tendo que tomar decisões difíceis. Mas eu os instigo a não esquecer aqueles que estão atrás das grades ou aqueles confinados em locais como instalações de saúde mental fechadas, asilos e orfanatos, porque as consequências de negligenciá-los são potencialmente catastróficas ", acrescentou Bachelet.

Para ela, os governos precisam pensar em estratégias voltadas para pessoas em situação de cárcere em seu planejamento de crise. E não só para proteger os presos, mas funcionários e visitantes também.

"As autoridades devem agir agora para evitar mais perdas de vidas entre detidos e funcionários", disse Bachelet.

Outro apelo é que pessoas detidas sem base legal suficiente devem ser libertadas, o que inclui presos políticos e pessoas detidas por apenas expressarem opiniões. O mesmo serve para infratores de baixo risco.

Coronavírus