PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Esse conteúdo é antigo

Cachorros são treinados para detectar coronavírus pelo faro na Inglaterra

Cachorro em teste de detecção no Medical Detection Dogs, em Londres - Getty Images
Cachorro em teste de detecção no Medical Detection Dogs, em Londres Imagem: Getty Images

Do UOL, em São Paulo

27/03/2020 12h23

Uma empresa de que que cães para detecção está realizando pesquisas para que os cachorros possam reconhecer o novo coronavírus pelo faro. Dessa forma a detecção da doença poderia ser feita de forma mais rápida.

A Medical Detection Dogs, instituição beneficente com sede em Londres, já faz pesquisas do tipo sobre câncer e diabetes. Agora, eles estão trabalhando em conjunto com Escola de Higiene e Medicina Tropical de Londres (London School of Hygiene & Tropical Medicine) sobre o coronavírus.

Eles acreditam que os cães podem ser treinados para farejar a doença e darr um diagnóstico rápido e não invasivo.

"Os cães farejando a covid-19 seriam treinados da mesma maneira que os cães já treinados pela instituição para detectar doenças como câncer, Parkinson e infecções bacterianas: farejando amostras na sala de treinamento da instituição e sinalizando caso encontrem algo. Eles também são capazes de detectar mudanças sutis na temperatura da pele, então podem dizer se alguém está com febre", diz a instituição.

Ainda de acordo com a Medical Detection Dogs, com o treinamento os cães também poderiam farejar a doença em quem está entrando no país e em pessoas assintomáticas, ou seja, que portam o vírus mas não apresentam sintomas.

"Agora, estamos analisando como podemos capturar o odor do vírus dos pacientes em segurança e apresentá-lo aos cães", disse o CEO da instituição, o médico. Claire Guest, à versão britânica do jornal Metro.

O professor James Logan, da Escola de Higiene e Medicina Tropical de Londres, reiterou a confiança na pesquisa. Segundo ele, "um trabalho anterior demonstrou que os cães podem detectar odores de humanos com uma infecção por malária com precisão extremamente alta - acima dos padrões da Organização Mundial de Saúde para um diagnóstico".

Coronavírus