PUBLICIDADE
Topo

Mandetta vê bons resultados em 1º trabalho científico sobre cloroquina

Do UOL, em São Paulo

02/04/2020 18h10

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, analisou hoje que o primeiro trabalho científico sobre o uso de cloroquina para tratamento do coronavírus traz resultados positivos.

"A notícia boa hoje é que o primeiro trabalho científico foi publicado sobre a hidroxicloroquina e mostra algumas boas aplicações. A ciência começa a achar o caminho", afirmou o ministro durante coletiva no Palácio do Planalto.

Segundo Mandetta, o trabalho não passou por nenhuma revisão ainda e é considerado pequeno dentro do universo acadêmico. Por não ter sido testado de todas as formas ainda, como recomendam os acadêmicos, ele poderá ainda apresentar resultados diferentes.

"São só 62 casos [testados no trabalho]. Nós acompanhamos esse grupo desde o início de fevereiro. Esse paper não passou pelo que se passa normalmente para publicar [um projeto] na ciência, que a gente bombardeia os trabalhos para ver fatos antes de serem publicado", explicou.

"Ele foi publicado com um asterisco. Ele pode, ao ser testado, não manter a performance. Mas já é um caminho, algo que temos no nosso horizonte", completou Mandetta, animado.

O ministro disse que hoje à noite já fará uma videoconferência com o comitê de especialistas e o Conselho Federal de Medicina para ver os próximos passos

"Com segurança, sem 'achismo', vamos gradativamente achar as melhores soluções", concluiu.

O Ministério da Saúde anunciou que subiu para 299 o número de mortes em decorrência do novo coronavírus no Brasil — aumento de 58 mortes em 24 horas, maior número registrado no país no período.

O recorde anterior, que foi anunciado no dia 31 de março, tinha sido de 42 mortes em 24 horas.

A taxa de letalidade é de 3,8%. No total, são 7.910 casos oficiais confirmados no país até agora, segundo o governo, um aumento de 1.074 casos em um dia.

Coronavírus