PUBLICIDADE
Topo

Como é a ligação do Ministério da Saúde para checar sintomas na população

Do UOL, em Brasília

02/04/2020 17h36Atualizada em 02/04/2020 17h46

O Ministério da Saúde começou a realizar ligações automáticas para a casa das pessoas numa tentativa de mapear o avanço do novo coronavírus no país e de identificar pacientes que precisam de atendimento médico.

"Será possível identificar pessoas vulneráveis, com sinais e sintomas", afirmou o ministro Luiz Henrique Mandetta, em coletiva de imprensa ontem.

O governo estima que serão feitas chamadas a cerca de 125 milhões de pessoas. "Esses disparos estão ligados em um grande data center, que vai nos ajudar a antecipar o nome das pessoas, onde elas estão, se são grupo de risco, com quem convivem. É como se fosse uma consulta, por meio de uma voz artificial, que vai fazer uma triagem. Vai fazer algumas perguntas para saber se pode te acompanhar. É um sistema de inteligência artificial", disse o ministro.

A ligação é semelhante a uma chamada de telemarketing em que uma gravação se dirige ao interlocutor. Quem atende ao telefone é questionado se apresenta algum sintoma da doença — dicas e orientações de prevenção também serão repassadas.

Para que as pessoas tenham a certeza de que é o Ministério da Saúde que está ligando, e não um trote ou golpe, aparecerá no identificador de chamadas o número 136, do Disque Saúde.

Essa ação também permitirá o monitoramento à distância das pessoas colocadas isolamento domiciliar, quando houver a suspeita de contaminação pelo vírus, permitindo o acompanhamento do estado de saúde durante todo o período. Caso a pessoa apresente piora dos sintomas, será orientada por um profissional de saúde a procurar um posto de saúde ou hospital de referência.

Coronavírus