PUBLICIDADE
Topo

Premiê britânico é internado para exames após sintoma de covid-19 persistir

Premiê britânico, Boris Johnson - TOBY MELVILLE
Premiê britânico, Boris Johnson Imagem: TOBY MELVILLE

Do UOL, em São Paulo

05/04/2020 17h41Atualizada em 05/04/2020 20h22

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, 55, foi internado para exames neste domingo (5) porque estava apresentando sintomas persistentes da covid-19, dez dias após o teste positivo para o coronavírus. A porta-voz do governo informou que o premiê continua apresentando febre e decidiu procurar o hospital após recomendação médica. Ele continua no comando do governo, informou. De acordo com a emissora CNN, o primeiro-ministro passará a noite no hospital.

"Por indicação de seu médico, o primeiro-ministro foi internado hoje à noite para exames", disse a porta-voz. "Esta é uma medida de precaução, pois o primeiro-ministro continua apresentando sintomas persistentes de coronavírus, dez dias após o teste positivo para o vírus".

"O primeiro-ministro agradece à equipe do NHS [sistema público de saúde do Reino Unido] por todo o seu incrível trabalho e exorta o público a continuar seguindo os conselhos do governo para ficar em casa, proteger o NHS e salvar vidas".

Em 27 de março, Johnson se tornou o primeiro líder de uma grande potência a anunciar ter testado positivo para a covid-19, após apresentar sintomas leves da enfermidade. Ele foi isolado em um apartamento em Downing Street, sede do governo britânico, e disse na sexta-feira que permanecia em isolamento por ainda apresentar febre.

"Embora me sinta melhor e tenha completado os meus sete dias de isolamento, eu ainda tenho um dos sintomas, um sintoma menor, febre. Então, de acordo com a recomendação do governo, eu devo continuar meu autoisolamento até que o sintoma passe", disse Boris, em um vídeo postado na internet.

A noiva de Boris Johnson, Carrie Symonds, que está grávida, teve que ficar de cama com sintomas do novo coronavírus, mas depois de sete dias de descanso disse que se sentia mais forte e estava melhorando.

Segundo o último relatório da Organização Mundial da Saúde, o Reino Unido tem mais de 3.700 mortes em decorrência do novo coronavírus. Quase 42 mil pessoas já foram infectadas pela doença por lá.

(Com agências)

Coronavírus