PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
11 meses

Fiocruz: Covid ultrapassa outras doenças respiratórias e continua a crescer

Serviço de sanitização e limpeza é realizado na comunidade da Mangueira, no Rio de Janeiro - JOãO CARLOS GOMES/MYPHOTO PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
Serviço de sanitização e limpeza é realizado na comunidade da Mangueira, no Rio de Janeiro Imagem: JOãO CARLOS GOMES/MYPHOTO PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Do UOL, em São Paulo

29/04/2020 16h11

O novo relatório semanal do sistema InfoGripe, da Fiocruz, indica uma tendência de aceleração no crescimento das internações pelo novo coronavírus no Brasil, e aponta que a covid-19 já ultrapassou, em quantidade de casos e mortes, outras infecções respiratórias no país. A pesquisa avalia números apresentados entre os dias 19 e 25 de abril.

"Tanto em número de casos, quanto em óbitos por SRAG (Síndrome Respiratória Aguda Grave), mesmo sem levar em conta o atraso de notificação, nós já estamos, em 2020, oficialmente acima dos totais de 2019 e 2016. Isto é particularmente preocupante pois 2016 foi o pior ano desde 2009, quando houve a pandemia de H1N1. Se levarmos em conta as estimativas de atraso, o total de casos até a semana 17 corresponderia a 38% ou 89% a mais do que em todo 2016.", afirmou o coordenador do InfoGripe, Marcelo Gomes, em entrevista ao site da Fiocruz.

Os números oficiais de casos e mortes superam notificações de síndromes respiratórias, incluindo outras doenças além da covid-19, apresentadas em anos anteriores, como 2019 e 2016. Em 2019, o total de casos envolvendo outras doenças foi 39,4 mil, com 3,8 mil óbitos. Já em 2016, foram 39,8 mil notificações e 4,7 mil óbitos.

Coronavírus supera outras infecções

O relatório aponta predomínio cada vez maior do novo coronavírus entre os casos e óbitos que tiveram resultado laboratorial positivo.

De 44.780 casos por síndromes respiratórias já reportados no ano, foram 11.315 com resultado laboratorial positivo. Dos mais de 11 mil casos, 6.9% apontaram Influenza A, 3.6% Influenza B, 3.9% vírus sincicial respiratório, e 77.5% Sars-CoV-2 (covid-19).

Outros 15.100 exames tiveram resultados negativos, e ao menos 14.802 ainda aguardam resultado.

Entre os óbitos, 2.452 apresentaram resultado positivo para algum vírus respiratório; 2.059 foram negativos, e 719 aguardam resultado. Já entre os resultados positivos, 92,7% correspondem ao novo coronavírus.

Coronavírus