PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Lockdown: Witzel fala em bloqueio de estradas e circulação restrita no RJ

Wilson Witzel (PSC), governador do Rio de Janeiro - Dikran Junior/Futura Press/Estadão Conteúdo
Wilson Witzel (PSC), governador do Rio de Janeiro Imagem: Dikran Junior/Futura Press/Estadão Conteúdo

Gabriel Sabóia e Herculano Barreto Filho

Do UOL, no Rio

08/05/2020 11h21

Resumo da notícia

  • Proposta prevê a proibição da circulação de pessoas e veículos particulares
  • Será proposta a criação de um documento de autodeclaração
  • A determinação prevê que se torne obrigatório o uso de máscaras

Wilson Witzel (PSC), governador do Rio, enviou, ontem à noite, um ofício ao MP-RJ (Ministério Público do Rio de Janeiro) em que informa ter determinado a elaboração de uma proposta para que seja decretado um lockdown (isolamento total) no estado do Rio de Janeiro, com bloqueio de todas as estradas intermunicipais e restrição maior de circulação para combater a expansão do novo coronavírus.

A proposta também prevê a criação de um "documento de autodeclaração" —que deverá ser preenchido por todos aqueles que precisem circular pelas cidades— e a obrigatoriedade do uso de máscaras de proteção. O Rio já contabiliza 1.394 óbitos e 14.156 casos de pessoas infectadas.

No documento, Witzel reconhece que o sistema de saúde enfrenta um colapso em decorrência da pandemia. Diz ainda que os esforços para ampliar a rede de saúde têm sido insuficientes no combate ao vírus.

Segundo o ofício, a proposta é de proibição expressa da circulação de pessoas e veículos particulares nas cidades. De acordo com o texto, apenas será permitida a circulação de quem atuar nas áreas de segurança e saúde ou para compras de alimentos e entregas em domicílio.

O documento informa ainda que o governo do RJ recebe documentos diários com informações sobre sistemas de saúde, de transporte e de segurança pública. Segundo essas informações, a população fluminense não aderiu ao isolamento social de 70%, resultando em aglomerações.

Witzel diz no ofício que também está sendo elaborado um plano de saída do lockdown, com medidas voltadas para a saúde e economia do estado. As reaberturas serão lentas e graduais, acompanhadas por medidas de fiscalização.

O governador do RJ também fala em ações em conjunto entre as prefeituras e lideranças comunitárias das favelas. A ideia, segundo o documento, é promover iniciativas em parceria com unidades básicas de saúde, centros de assistência social, UPPs e outros serviços nessas áreas.

"Cito a distribuição de alimentos e produtos de higiene (...) de modo que o lockdown seja efetivo, particularmente nos municípios mais atingidos", diz um dos trechos do texto.

Veja a seguir o que está previsto na proposta do governo do RJ:

Estradas e circulação

A proposta prevê o bloqueio de todas as estradas e proibição de circulação de pessoas em veículos particulares nas cidades. A permissão para sair se limita a atividades de saúde, segurança ou compra de alimentos.

Documento de autodeclaração

Deverá ser preenchido por todos aqueles que precisem circular pelas cidades.

Saída do lockdown

O documento também prevê uma saída do isolamento total, em ações graduais acompanhadas pela fiscalização de retomada da economia, por exemplo.

Siga o UOL no

Coronavírus