PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Governo exonera secretário que viu decisão 'precipitada' sobre cloroquina

Nomeação de Carvalho aconteceu na gestão Teich (foto) - Wallace Martins/Futura Press/Estadão Conteúdo
Nomeação de Carvalho aconteceu na gestão Teich (foto) Imagem: Wallace Martins/Futura Press/Estadão Conteúdo

Do UOL, em São Paulo

22/05/2020 06h37

O governo exonerou o secretário de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos em Saúde do Ministério da Saúde, Antonio Carlos Campos de Carvalho.

A medida foi publicada na edição de hoje do Diário Oficial da União. A exoneração, assinada pelo ministro da Casa Civil, Braga Netto, foi a pedido, segundo o documento.

Em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo na última quarta-feira (20), Carvalho, que é médico e biofísico, avaliou como precipitada a decisão de ampliar o uso da cloroquina para pacientes com sintomas leves de coronavírus. Pesquisas não comprovam a eficiência da droga.

"Não participei (da elaboração do documento) e nem participaria", afirmou à Folha. Ele também avaliou que a ampliação do uso do medicamento para pacientes em estágio inicial da covid-19 pode trazer riscos "sem ter a certeza de que isso vai trazer benefício aos pacientes e com os riscos de eventos adversos muito graves".

A nomeação de Carvalho para chefiar a secretaria, já sob a gestão de Nelson Teich, havia sido publicada no Diário Oficial da União no dia 4 de maio. Teich deixou o ministério da Saúde na sexta-feira passada (15).

Coronavírus