PUBLICIDADE
Topo

Mais de 800 mil pessoas já se recuperaram da covid no Brasil, diz governo

20/05/2020 - Ala voltada para pacientes com coronavírus em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no hospital Gilberto Novaes, em Manaus (AM) - Michael Dantas/AFP
20/05/2020 - Ala voltada para pacientes com coronavírus em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no hospital Gilberto Novaes, em Manaus (AM) Imagem: Michael Dantas/AFP

Do UOL, em São Paulo

01/07/2020 19h07

Os dados atualizados divulgados hoje à noite pelo Ministério da Saúde indicam que 826.866 pessoas já se curaram do coronavírus desde o início da pandemia no Brasil.

O país já registrou 1.448.753 casos da covid-19, sendo que 561.255 seguem em acompanhamento. As mortes ultrapassam a marca de 60 mil.

O Brasil conseguiu recuperar mais de 100 mil pacientes com a doença em cinco dias, sendo que no dia 18 de junho ainda não tínhamos 500 mil curados, pelos dados do governo federal.

O Ministério da Saúde divulgou hoje um novo boletim epidemiológico semanal, que mostrou uma redução no ritmo de novas mortes causadas pelo coronavírus no Brasil

. Entre os dias 21 e 27 de junho, o país registrou 7.094 novos óbitos por covid-19, uma queda de 2% em relação ao número da semana passada, quando 7.256 vítimas fatais foram contabilizadas (aumento de 7% na comparação com o período anterior).

No entanto, o número de casos da doença continuou em alta. De acordo com o ministério, foram 246.088 novos diagnósticos de infecção pelo novo coronavírus em uma semana.

O número representa um avanço de 13% em relação ao registrado no período anterior (217.065). A velocidade do aumento, porém, caiu. Na semana passada, o crescimento havia sido de 22%.

Platô em SP, mas alta no interior

O governo de São Paulo disse hoje que já é possível visualizar um platô no número de novas mortes por covid-19 na capital do Estado nas últimas seis semanas.

A expectativa é de que ocorra uma redução nas estatísticas nas próximas semanas. O interior, no entanto, mostrou um aumento de 104,76% de vítimas fatais e 172% de novos casos entre os dias 3 e 30 de junho.

As estatísticas demonstram que na semana 21 (entre 14 e 20 de maio) foram registradas 699 mortes na capital. Na última semana (19 a 25 de junho), o número de vítimas fatais na cidade foi de 611 óbitos.

Ao todo, o Estado chegou a 15.030 mortos pela doença causada pelo novo coronavírus. Isto significa que o Estado ficou na borda mínima da projeção feita para junho, que variava entre 15 mil e 18 mil óbitos. O número de casos fechou o último mês com 289.935 confirmações.

60% dos casos surgiram em junho, diz OMS

A OMS (Organização Mundial de Saúde) divulgou hoje que registrou, até o momento, 10,3 milhões de casos do novo coronavírus no mundo e 506 mil mortes. De acordo com a entidade, 60% das infecções relatadas até agora surgiram somente no mês passado.

Os números foram apresentados pelo diretor-geral da entidade, Tedros Ghebreyesus. "Na semana passada, o número de novos casos excedeu 160 mil em todos os dias", afirmou. "Sessenta por cento de todos os casos até agora foram relatados apenas no mês passado."

Veículos se unem em prol da informação

Em resposta à decisão do governo Jair Bolsonaro (sem partido) de restringir o acesso a dados sobre a pandemia de covid-19, os veículos de comunicação UOL, O Estado de S. Paulo, Folha de S. Paulo, O Globo, G1 e Extra formaram um consórcio para trabalhar de forma colaborativa e assim buscar as informações necessárias diretamente nas secretarias estaduais de Saúde das 27 unidades da Federação.

O governo federal, por meio do Ministério da Saúde, deveria ser a fonte natural desses números, mas atitudes recentes de autoridades e do próprio presidente colocam em dúvida a disponibilidade dos dados e sua precisão.

Coronavírus