PUBLICIDADE
Topo

Zema pede prorrogação do estado de calamidade em MG até dezembro

09.jul.2020 - O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), ao centro, em sessão virtual com deputados estaduais - Divulgação/Governo de Minas Gerais
09.jul.2020 - O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), ao centro, em sessão virtual com deputados estaduais Imagem: Divulgação/Governo de Minas Gerais

Do UOL, em São Paulo

09/07/2020 08h44

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), pediu à Assembleia Legislativa a prorrogação do estado de calamidade no estado até o dia 31 de dezembro devido aos efeitos da pandemia do novo coronavírus.

"Ainda não passamos pelo pico da pandemia em Minas. Contar com um novo prazo é importante para que o Estado continue implementando novas medidas", reforçou o governador em sessão virtual na tarde de ontem.

A previsão é de que os deputados votem a renovação da Resolução 5529, publicada em 25 de março reconhecendo o estado de calamidade pública no estado, na semana que vem.

Minas Gerais vem registrando um aumento no número de casos e sobrecarga no sistema de saúde. Em Belo Horizonte, por exemplo, 92% dos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) estão ocupados. O pico da doença no estado é esperado para o dia 15 de julho.

Em junho, as mortes em Minas Gerais aumentaram 223,68% e os casos confirmados, 275,41%. Os números colocam o estado em quinto lugar entre os estados em que a epidemia mais se agravou nesse período.

Até ontem, de acordo com o boletim da Secretaria Estadual de Saúde, o estado tinha 64.035 casos confirmados da doença e 1355 mortes.

Coronavírus