PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Esse conteúdo é antigo

'Coronavírus jogou luz sobre a desigualdade em São Paulo', diz Covas

O prefeito da capital paulista comentou hoje o resultado do último inquérito sorológico realizado na cidade - Roberto Casimiro/Fotoarena/Estadão Conteúdo
O prefeito da capital paulista comentou hoje o resultado do último inquérito sorológico realizado na cidade Imagem: Roberto Casimiro/Fotoarena/Estadão Conteúdo

Do UOL, em São Paulo

30/07/2020 18h00

O prefeito da capital paulista, Bruno Covas (PSDB), afirmou hoje que os dados da pandemia do novo coronavírus em São Paulo ressaltaram o tamanho da desigualdade na cidade.

"O coronavírus jogou luz sobre a desigualdade na cidade de São Paulo. É três vezes maior a incidência na classe D do que na classe A", afirmou o prefeito em entrevista à CNN Brasil.

Covas também ressaltou que a desigualdade é racial, não somente financeira: "A população negra e parda tem 60% mais chance de pegar o vírus na cidade de São Paulo do que a população branca."

O último inquérito sorológico realizado pela Prefeitura de São Paulo, divulgado nesta semana, aponta que 11,1%, dos moradores da capital contraíram o novo coronavírus — a porcentagem corresponde a mais de 1,3 milhão de pessoas.

A pesquisa também indica que 13,4% dos idosos da cidade foram contaminados. A prefeitura considera esse dado preocupante, já que na última edição do inquérito essa porcentagem era de 5%.

"Solicitei inclusive ao secretário Edson Aparecido que prepare um grupo de ações voltadas mais uma vez à população idosa, porque foi muito preocupante essa subida de pessoas que já estão contaminadas e imunizadas na cidade de São Paulo", afirmou o prefeito, sem revelar no que consistem essas ações.

Coronavírus