PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Governo vai custear rastreamento e monitoramento de casos de covid

O ministro interino da Saúde, general Eduardo Pazuello; pasta custeará ações temporárias para rastreamento e monitoramento de casos de covid           -                                 GABRIELA BILó/ESTADãO CONTEúDO
O ministro interino da Saúde, general Eduardo Pazuello; pasta custeará ações temporárias para rastreamento e monitoramento de casos de covid Imagem: GABRIELA BILó/ESTADãO CONTEúDO

Do UOL, em São Paulo

04/09/2020 12h18Atualizada em 04/09/2020 14h58

Uma portaria do Ministério da Saúde institui o "incentivo de custeio, em caráter excepcional e temporário" para realizar ações de rastreamento e monitoramento de contatos de casos de covid-19. A medida data do dia 2 de setembro, mas foi publicada hoje no DOU (Diário Oficial da União).

Segundo o texto, as ações que poderão ser contempladas estão contidas no Guia de Vigilância Epidemiológica. A lista de profissionais e os valores destinados aos municípios estão na portaria.

O apoio financeiro virá do Fundo Nacional de Saúde aos Fundos Municipais e Distrital de Saúde "de forma automática e em parcela única, na competência financeira de outubro".

O objetivo, segundo a portaria, é integrar as ações da Vigilância em Saúde e Atenção Primária à Saúde, realizar ações locais para identificação precoce e assistência adequada aos contatos de casos de covid-19, ampliar a notificação e investigação dos casos e do rastreamento e monitoramento de seus contatos e aprimorar o uso dos dados epidemiológicos locais para a tomada de decisão e planejamento assistencial e sanitário da RAS (Rede de Atenção à Saúde).

Coronavírus