PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Esse conteúdo é antigo

Drauzio Varella diz que Brasil está 'sujeito a outra onda de contaminação'

Para o médico, reação do Brasil em relação à pandemia "está sendo um péssimo exemplo" - Fernando Cavalcanti
Para o médico, reação do Brasil em relação à pandemia "está sendo um péssimo exemplo" Imagem: Fernando Cavalcanti

Do UOL, em São Paulo

09/09/2020 12h08

O médico e escritor Drauzio Varella não descartou a possibilidade de haver uma segunda onda de contágios de coronavírus no país.

Em entrevista à rádio A Tarde FM, o oncologista alertou que as constantes aglomerações ao redor do país podem fazer com que o número de infectados suba consideravelmente nas próximas semanas.

"Temos cenas que mostram a população se aglomerando, muita gente sem usar máscara. Nós não sabemos quais serão as consequências dessa quebra tão radical do isolamento. Estamos sujeitos a outra onda de contaminação", falou.

Drauzio explicou ao veículo que a pandemia no cenário brasileiro é bastante oposta ao que foi visto na Europa, por exemplo. Para ele, a ausência de um pico evidente da curva de contaminações e mortes acentua o perigo.

"Temos que aprender porque a pandemia brasileira tem características muito especiais, diferente dos outros países. Quando você analisa os países europeus, existe um pico e depois uma queda rápida no número de casos e, aqui, nós chegamos no pico e estabelecemos um platô. O Brasil na pandemia está sendo um péssimo exemplo. O que o Brasil fez, raríssimos países no mundo fizeram", criticou.

Por fim, o médico avaliou que a falta de uma orientação única das autoridades fez com que a população não se mobilizasse para conter o vírus da covid-19.

"Você tem um lugar que diz que tem que ter isolamento, outro lugar que diz que tem que usar máscara e outro lugar que diz que não precisa usar máscara. É preciso reagir de um jeito uniforme para não haver contradições e, aqui, essas contradições se estabeleceram logo de cara."

Coronavírus