PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
1 mês

'Nada de medo', diz enfermeira que aplicou vacina contra covid-19 no Rio

Enfermeira Adélia Maria dos Santos, responsável por aplicar uma das primeiras doses de covid-19 no Rio de Janeiro  - Igor Mello/UOL
Enfermeira Adélia Maria dos Santos, responsável por aplicar uma das primeiras doses de covid-19 no Rio de Janeiro Imagem: Igor Mello/UOL

Igor Mello

Do UOL, no Rio

18/01/2021 19h40

Responsável por aplicar uma das primeiras doses da vacina contra a covid-19 no Rio de Janeiro, a enfermeira Adélia Maria dos Santos, 71 anos, defendeu a CoronaVac contra as campanhas de desinformação contra o imunizante —produzido pelo laboratório chinês Sinovac em parceira com o Instituto Butantan.

Servidora da prefeitura do Rio de Janeiro desde 1979 e uma das fundadoras do programa se imunização do município, Adélia aplicou a vacina em Terezinha da Conceição, 80 anos. Antes, um enfermeiro do Corpo de Bombeiros vacinou a técnica de enfermagem Dulcineia da Silva Lopes, 59.

A enfermeira ressaltou o papel das vacinas no combate a epidemias durante seus 40 anos de serviço público.

"Nossa principal escolha nesse momento é a vacinação. Eu trabalho com vacina há muitos anos e a gente sabe como a vacina já parou várias epidemias. Como a pólio, o sarampo. Eram as coisas que mais contaminavam as crianças principalmente, com mortes e sequelas", lembrou, antes de pregar. "Nada de medo".

Ela própria quer tomar a vacina o mais rápido possível para poder voltar a trabalhar normalmente —ela está afastada por conta do risco de contaminação.

"Estou muito ansiosa. Quero virar a trabalhar normalmente. Por ser idosa e ter comorbidades, não posso ficar me expondo. Tenho que ter uma escala bem restrita. Vou poder voltar a fazer o que sempre fiz", diz.

A servidora afirmou que recebeu o convite para participar da solenidade no fim de semana, sendo pega de surpresa.

"É uma coisa que eu nem esperava que acontecesse agora. Foi muito, muito, muito gratificante, depois de todos esses anos fazendo campanha, fazendo supervisão e treinamento pelo Rio de Janeiro praticamente todo. Aplicar a primeira vacina de covid, uma coisa tão esperada", afirmou.

Coronavírus