PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
1 mês

SP anuncia reclassificação de fases para sexta; será a terceira em 15 dias

Leonardo Martins, Rafael Bragança e Allan Brito

Do UOL, em São Paulo, e colaboração para o UOL

20/01/2021 14h12

O governo paulista confirmou hoje que fará uma nova reclassificação do Plano São Paulo na sexta-feira (22), quando regiões devem regredir da fase amarela para a laranja, segundo apurou o UOL. Ainda não há definição sobre a região da Grande São Paulo, e a decisão se ela regredirá para a laranja será tomada na manhã da própria sexta.

A atualização das fases será a terceira da gestão do governador João Doria (PSDB) em apenas 15 dias, algo inédito no estado desde o início da pandemia do novo coronavírus.

A reclassificação se justifica pelo agravamento da covid-19 em São Paulo, por causa principalmente pelas festas de fim de ano. Anteontem, ao apresentar os dados da semana passada sobre a doença, o secretário estadual de Saúde, Jean Gorinchteyn, afirmou que foi a pior semana da pandemia no estado até agora.

Atualmente, São Paulo tem 67% da sua população na fase amarela do plano que coordena a flexibilização ou o endurecimento de medidas restritivas. São seis regiões, incluindo a Grande São Paulo, na fase de menos restrições se comparada à laranja e à vermelha.

Outras dez regiões estão na fase laranja e apenas uma, de Marília, está na vermelha, em que apenas serviços essenciais devem funcionar.

Um dia após ultrapassar a marca de 50 mil mortes causadas pela covid-19 no estado, São Paulo segue com uma situação de piora da pandemia e constante aumento das internações. Atualmente, o estado tem 70% dos seus leitos de UTI ocupados, enquanto a Grande São Paulo registra 70,5%.

Mapa da reclassificação do Plano São Paulo de 15 de janeiro - Reprodução - Reprodução
Mapa da reclassificação do Plano São Paulo de 15 de janeiro
Imagem: Reprodução

Os números atualizados mostram que a tendência de alta continua, assim como tem sido desde o início do ano. No interior e no litoral paulista, por exemplo, a taxa de ocupação de leitos de UTI dedicados a pacientes com covid-19 passou de 59,2% em 5 de janeiro para 69,4% até ontem.

O estado de São Paulo tem hoje quase 14 mil pessoas internadas com o novo coronavírus. Os pacientes em UTI são 6.053 e, em enfermarias, são 7.764, totalizando 13.817.

Reclassificações antecipadas

Após a primeira reclassificação do ano, feita em 8 de janeiro, as duas próximas serão atualizações que foram antecipadas devido à piora nos números da pandemia. Antes da reclassificação feita na última sexta-feira (15), a expectativa do governo paulista era de fazer uma nova atualização do Plano SP apenas em 5 de fevereiro.

As reclassificações são antecipadas quando medidas restritivas precisam ser adotadas para controlar a propagação do vírus.

Na atualização que começou a valer na segunda-feira (18), oito regiões regrediram de fase, sendo que Marília passou direto da amarela para a vermelha.

A intensificação da pandemia já era esperada pelo governo paulista, que se preparou no início do ano para um pico de internações previsto para hoje.

Coronavírus