PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
1 mês

Funcionários usam filtro de 'jacaré' após vacinação e são advertidos em SP

Funcionários da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) de Várzea Paulista usaram filtros no Instagram - Reprodução
Funcionários da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) de Várzea Paulista usaram filtros no Instagram Imagem: Reprodução

Simone Machado

Colaboração para o UOL, em São José do Rio Preto (SP)

26/01/2021 13h18

Funcionários da área da saúde que trabalham na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) de Várzea Paulista, no interior de São Paulo, foram advertidos pela prefeitura da cidade, no sábado (23), depois de se envolverem em uma polêmica.

Na última semana, eles foram vacinados contra a covid-19 e, após receberem a primeira dose da vacina CoronaVac, postaram fotos em suas redes sociais usando filtro de "jacaré".

A Prefeitura de Várzea Paulista não informou o número de funcionários que foram advertidos pela diretoria do ISSRV (Instituto Social Saúde Resgate à Vida), mas a reportagem do UOL apurou que pelo menos dez participaram da brincadeira.

Após a advertência, todos os funcionários se desculparam e apagaram as postagens de suas redes sociais. Após a repercussão negativa do caso, a prefeitura publicou em seu site oficial um parecer explicando o caso.

"Alguns funcionários da UPA que trabalham no enfrentamento ao coronavírus foram vacinados nessa semana e após isso, publicaram em suas redes sociais particulares fotos de uma brincadeira que vem sendo feita em vários lugares do país. Os funcionários foram advertidos pela diretoria do ISSRV (Instituto Social Saúde Resgate à Vida), se desculparam e retiraram as postagens. A Unidade Gestora de Saúde reiterou que essas brincadeiras são desaconselhadas e aprovou a advertência dada aos trabalhadores", diz trecho da publicação.

A reportagem do UOL entrou em contato com a prefeitura de Várzea Paulista, porém ainda não obteve retorno.

Meme do jacaré

A brincadeira, que está sendo feita na internet por pessoas de diversas partes do país, remete à declaração dada pelo presidente Jair Bolsonaro, em dezembro do ano passado, que insinuou que vacinas contra a covid poderiam transformar brasileiros no réptil.

"Se você virar um jacaré, problema de você. Se você virar super-homem, se nascer barba em alguma mulher aí ou algum homem começar a falar fino, eles não vão ter nada a ver com isso", disse o presidente, na ocasião.

Bolsonaro, em sua declaração, estava se referindo especificamente à vacina da Pfizer, mas o meme tomou grandes proporções e vem sendo usado para todas as vacinas já aprovadas pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) que estão sendo utilizadas pelo Plano Nacional de Imunização do governo.

Coronavírus