PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
10 meses

SP: Capital terá vacinação drive-thru para idosos a partir de 8/2

Afonso Ferreira, Douglas Porto, Lucas Borges Teixeira e Allan Brito

Do UOL, em São Paulo, e colaboração para o UOL

03/02/2021 13h34Atualizada em 03/02/2021 16h20

A vacinação de idosos acima de 90 anos contra covid-19 na capital vai começar na próxima segunda-feira (8) na cidade de São Paulo, em 468 UBSs (Unidades Básicas de Saúde), quatro centros escola e cinco pontos drive-thru, no qual os idosos vão de carro recebem a vacina sem sair de seus veículos. Idosos que não puderem se deslocar até um posto receberão vacinas em casa.

A estimativa é que 32.837 idosos sejam imunizados na cidade. A partir do dia 15 de fevereiro, será a vez dos idosos com mais de 85 anos.

Para agilizar o atendimento e evitar aglomeração nos postos de vacinação, é recomendável que o público-alvo —ou seus familiares— faça o pré-cadastro na plataforma Vacina Já.

"Esse pré-cadastro agiliza o atendimento e evita aglomerações. Leva um minuto para ser feito. Não é obrigatório, mas ajuda a diminuir fila e espera para esse grupo etário", disse Regiane de Paula, coordenadora do Plano Estadual de Imunização de Imunização de São Paulo.

Ela também afirmou que cada município do estado deverá estabelecer sua estratégia de vacinação, se será drive-trhu, em casa ou em outras frentes. "Cada município tem capacidade de olhar para o seu território e fazer sua estratégia."

Horários e locais de vacinação

Nas UBSs, a vacinação ocorrerá de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h. Os pontos drive-thru também só funcionarão nos dias úteis, das 8h às 17h.

Os cinco pontos drive-trhu serão montados nos seguintes locais:

  • Praça Charles Miller (Estádio do Pacaembu)
  • Estádio Neo Química Arena (Itaquera)
  • Autódromo de Interlagos (Rua Jacinto Júlio - Portão EHN)
  • Anhembi (Entrada Rua Olavo Fontoura - Portão 38)
  • Igreja Boas Novas (Rua Marechal Malet, 611 - Vila Prudente)

Vacinação de todos os idosos depende de mais vacinas

Ainda não há prazo para o início da vacinação de idosos de outras faixas etárias. Segundo a coordenadora do plano de imunização, isso dependerá da disponibilização de mais doses de vacinas.

"Quando estipulamos 85 anos ou mais, é a população que podemos vacinar neste momento com quantitativos que temos", afirmou.

Segundo ela, o estado tem cerca de 7 milhões de pessoas acima dos 60 anos e os municípios estão preparados, do ponto de vista logístico, para iniciar essa vacinação tão logo cheguem novas doses.

Novo lote de vacinas a partir de 23 de fevereiro

O governador também afirmou que o Instituto Butantan vai disponibilizar a partir 23 de fevereiro 8,6 milhões de novas doses da CoronaVac, vacina contra a covid-19 produzida em parceria com o laboratório Sinovac.

Essas doses serão produzidas a partir de um lote com 5.400 litros de insumos vindos da China, que deve chegar ainda hoje no aeroporto de Viracopos, em Campinas. De acordo com o Butantan, são necessários 20 dias para produzir o imunizante a partir da chegada dos insumos.

Outro lote com 5.600 litros de IFA (Insumo Farmacêutico Ativo) tem previsão de chegada ao país até 10 de fevereiro. Somando os dois lotes, a capacidade de produção é de 17,3 milhões de doses da CoronaVac, segundo o Butantan.

Coronavírus