PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
9 meses

Dos dez dias com mais mortes por covid-19 na pandemia, cinco foram em 2021

Aglomeração no metrô de São Paulo no último dia 26 - NurPhoto/Colaborador Getty Images
Aglomeração no metrô de São Paulo no último dia 26 Imagem: NurPhoto/Colaborador Getty Images

Do UOL, em São Paulo

12/02/2021 21h41

Há 23 dias, o Brasil vem registrando média de mortes por covid-19 acima de mil, taxa considerada elevada por especialistas em saúde. Hoje, o índice ficou em 1.068 óbitos que passaram a constar dos balanços oficiais das secretarias estaduais de saúde nas últimas 24 horas.

O levantamento é do consórcio de veículos de imprensa do qual o UOL faz parte, baseado nos dados fornecidos pelas secretarias estaduais de saúde. O elevado número não conta os do Ceará, único estado que não os forneceu até o fechamento do boletim, às 20h. Ou seja, a taxa é ainda maior do que o dado indica.

Neste ano também foram registradas quatro das dez médias de óbitos mais altas da pandemia:

  • 11 de fevereiro: 1.073
  • 30 de janeiro: 1.071
  • 29 de janeiro: 1.068
  • 12 de fevereiro: 1.068

O recorde (1.097) foi registrado em 25 de julho.

Ontem, o Brasil teve o maior número de mortes em um intervalo de 24 horas e a mais alta média móvel em 2021. Foram 1.452 novos óbitos registrados entre um dia e outro, com uma média de 1.073 vítimas nos sete dias anteriores.

Hoje, o índice ficou em 1.204 novos óbitos: é o quarto dia consecutivo em que mais de mil mortes são confirmadas entre um dia e outro.

Dos dez dias com mais mortes por covid-19 em toda a pandemia no Brasil, cinco foram em 2021:

  • 11 de fevereiro: 1.452
  • 28 de janeiro: 1.439
  • 20 de janeiro: 1.382
  • 8 de janeiro: 1.379
  • 10 de fevereiro: 1.357

As duas maiores são 29 de julho (1.554) e 4 de junho (1.470).

Os números não correspondem à data em que as mortes de fato ocorreram, mas, sim, quando passaram a constar dos balanços oficiais.

Coronavírus