PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
2 meses

Sem novas doses, Rio interrompe temporariamente vacinação contra a covid-19

Maurício Dehò e Marcela Lemos

Do UOL, em São Paulo e colaboração para o UOL, no Rio

15/02/2021 09h09Atualizada em 15/02/2021 15h54

O prefeito do Rio, Eduardo Paes (DEM), informou na manhã de hoje que o município não recebeu novas doses da vacina contra a covid-19 e por isso terá que interromper o calendário de vacinação na cidade. Segundo mensagem postada em redes sociais, hoje ainda serão vacinadas pessoas com 84 anos e amanhã com 83.

"Estamos prontos e já vacinamos 244.852 pessoas. Só precisamos que a vacina chegue. Nova leva deve chegar do Butantan na próxima semana", disse o prefeito do Rio.

Procurada, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) informou que a previsão é que novas remessas do imunizante cheguem na semana que vem. Com isso, idosos com 82 anos deverão esperar para serem vacinados.

De acordo ainda com a pasta, a aplicação da segunda dose está garantida.

A interrupção do calendário ocorre devido a antecipação da campanha na cidade.

Paes esperava doses no fim de semana

O prefeito do Rio, Eduardo Paes, comentou sobre a paralisação em entrevista à GloboNews, e afirmou que esperava que houvesse uma chegada de doses provenientes da Fiocruz e do Instituto Butantan.

"Hoje estão sendo vacinados os de 84 anos, amanhã ainda conseguimos vacinar os de 83. Mas infelizmente é impossível fazer isso sem vacina. Dependemos do Butantan e da Fiocruz para continuar recebendo as vacinas e continuar a vacinação. Havia expectativa de chegar mais doses no fim de semana, o que não aconteceu, e quando o secretário me informou hoje pela manhã, eu já fiz a comunicação de que vamos suspender na quarta-feira", afirmou ele, ao canal.

Paes afirmou que a suspensão não inclui a vacinação para as segundas doses - de quem já tomou a primeira.

"Já foi feita a reserva anteriormente das segundas doses. Temos mais doses, mas o comando é de que elas sejam guardadas para a segunda dose. Amanhã ou quarta, estaremos começando a aplicar as segundas doses", explicou Paes.

O prefeito afirmou que a falta de doses vai alterar o cronograma, mas que ele será retomado com as mesmas prioridades e faixas de idade planejadas atualmente.

Butantan responde

Em contato com o UOL, a assessoria de imprensa do Butantan negou que houvesse uma expectativa de novas doses para este fim de semana e salientou que o instituto não fornece doses diretamente aos estados e municípios, e sim ao Ministério da Saúde. É a pasta quem faz a distribuição proporcional entre estados e municípios.

De acordo com o Butantan, todas as vacinas programadas contratualmente para serem entregues em janeiro foram enviadas e agora se trabalha para concluir a quantidade prevista para fevereiro.

Coronavírus