PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
15 dias

Ceará anuncia toque de recolher entre 22h e 5h e suspende aulas presenciais

28.ago.2019 - Camilo Santana, governador do Ceará - Lucas Seixas - 28.ago.2019/Folhapress
28.ago.2019 - Camilo Santana, governador do Ceará Imagem: Lucas Seixas - 28.ago.2019/Folhapress

Do UOL, em São Paulo

17/02/2021 21h20

O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), anunciou toque de recolher (entre 22h e 5h) pelos próximos dez dias, além da suspensão de aulas presenciais, como medidas para combater a pandemia da covid-19. O anúncio foi feito por Santana em transmissão ao vivo, realizada nas redes sociais.

"Todas essas medidas são duras de serem tomadas, mas elas só têm um objetivo: proteger a vida dos cearenses. Sei que não é fácil, mas nós não mediremos esforços para tomar todas as medidas necessárias, com responsabilidade, para proteger os nossos irmãos e irmãs cearenses", disse Santana.

Outras medidas também foram anunciadas pelo governador. São elas:

  • Comércio funciona de segunda a sexta até às 20h em todo o estado; após o horário, somente os serviços essenciais;
  • No fim de semana, restaurantes funcionam até às 15h; comércio até às 17h;
  • Espaços públicos serão fechados às 17h pelos próximos dez dias;
  • Todo funcionalismo público funcionará de forma remota, com exceção dos serviços essenciais;
  • Barreiras sanitárias permanecerão no Ceará e transporte intermunicipal com fiscalização na saída e na chegada

Pelo 28º dia consecutivo, o Brasil apresentou média de mortes por covid-19 acima de mil. Nos últimos sete dias, houve 1.033 óbitos em média causados pela doença no país. Os números são do boletim divulgado nesta quarta-feira (17) pelo consórcio de veículos de imprensa do qual o UOL faz parte, baseado nos dados fornecidos pelas secretarias estaduais de saúde.

O Nordeste é a única região que apresentou aceleração na média de óbitos: 28%. As demais estão estáveis: Centro Oeste (15%), Norte (-10%), Sudeste (-3%) e Sul (-7%). Há nove estados com cenário de aceleração, 15 estáveis e apenas três em queda.

  • Ceará: aceleração (56%)

    Coronavírus