PUBLICIDADE
Topo

Saúde

Conteúdo publicado há
8 meses

Seis regiões do interior de SP batem recorde de internações pela covid

12.mar.21 -  Movimentação no hospital de campanha em Taubaté; região registrou 177 novos pacientes com covid neste sábado  - CAIO FERNANDES/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚD
12.mar.21 - Movimentação no hospital de campanha em Taubaté; região registrou 177 novos pacientes com covid neste sábado Imagem: CAIO FERNANDES/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚD

Daniel César

Colaboração ao UOL, em Pereira Barreto (SP)

20/03/2021 20h41Atualizada em 20/03/2021 22h34

Seis regiões do interior de São Paulo bateram recorde de novas internações hoje em leitos destinados ao tratamento de covid-19: cidades do entorno de Bauru, Marília, São José do Rio Preto, São João da Boa Vista, Sorocaba e Taubaté apresentaram piora no índice.

O número se refere a internações em enfermaria e em UTI (Unidade de Terapia Intensiva). De acordo com dados da Fundação Seade (Sistema Estadual de Análise de Dados), que reúne estatísticas do governo do estado de São Paulo, todas as regiões que cobrem os municípios vizinhos tiveram aumento de pacientes internados em razão do coronavírus.

Entre as regiões recordistas, a que teve mais internações registradas hoje foi a de Taubaté, com 177 novos pacientes. A variação na região foi de 22,8% na última semana e o crescimento de um dia para o outro também foi grande — ontem foram registrados 152 pacientes internados. A taxa de ocupação de leitos de UTI está em 83,3% na região, enquanto a da enfermaria é de 60,9%.

A região de São José do Rio Preto apareceu logo depois com 158 internações novas somente hoje, uma variação semanal de 18,6%. Os dados mostram um salto desde ontem, quando o número foi de 111. Em Rio Preto, 94,7% dos leitos de UTI estão ocupados, já a da enfermaria está em 73,9%.

Já a de Sorocaba também enfrentou números altos com 155 novas internações neste sábado e um crescimento nos últimos sete dias de 10,7%. Mas entre ontem e hoje foram apenas dois casos a mais. Os leitos de UTI estão com 94% de taxa de ocupação, enquanto os de enfermaria chegaram a 82,1%.

A região de Bauru se manteve em alta de internações e os novos casos de pacientes ocupando leitos de UTI e de enfermaria para a covid-19 — foram 129 hoje, uma variação de 7% para cima. Ontem, houve 122 novas internações no município, que conta com 95,3% de ocupação em UTI e 71,3% na enfermaria.

Com 90 novos paciente em 24 horas, a de Marília enfrentou o dia com o maior número de internações e segue em alta com variação de 17,3% na semana e crescimento de um dia para o outro porque ontem haviam sido 73. A taxa de ocupação de UTI está em 92,7%, enquanto de enfermaria chegou a 77,7%.

Já a região de São João da Boa Vista teve recorde com 66 internações, uma variação semanal de 34,8%. Ontem foram 47 os casos de pacientes internados. Neste momento, a UTI está 92,2% ocupada e a enfermaria com 61,7% de ocupação na região.

Com a alta de novos pacientes nas regiões, o estado de São Paulo acabou batendo recorde de 3.517 internações (entre 14 e 20 de março), um avanço semanal de 18,8%. O estado está com a ocupação de leitos UTI em 91,5% e a enfermaria com 80,6%.

Medidas restritivas

Entre as seis regiões que bateram recorde de internações, a de Taubaté vem seguindo o decreto estadual da fase emergencial, sem implementar restrições mais rígidas, assim como Sorocaba e Bauru, que chegaram a tentar abrandar as medidas e autorizar o funcionamento de parte do comércio, mas não conseguiram.

Marília desmentiu notícias de que estaria planejando um lockdown e também anunciou que permanecerá na fase emergencial enquanto o governo do estado determinar.

Já São José do Rio Preto impôs duas semanas de lockdown, inclusive com fechamento de supermercados até amanhã. São João da Boa Vista se mantém na fase emergencial, mas entrou bem antes de o governo do estado decretá-la, ainda em fevereiro, quando a prefeitura instituiu o toque de recolher das 20h às 05h e que permanece em vigor.

Saúde