PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
7 meses

MS e RN flexibilizam medidas de restrição e reabrem comércio

Governo de Campo Grande flexibiliza medidas de restrição contra a covid-19 - Caio Blois/UOL
Governo de Campo Grande flexibiliza medidas de restrição contra a covid-19 Imagem: Caio Blois/UOL

Do UOL, em São Paulo

05/04/2021 14h40

O Mato Grosso do Sul e o Rio Grande do Norte decidiram relaxar medidas de restrição contra a covid-19 após semanas de duras regras. Novos decretos, que passam a valer a partir de hoje, permitem o funcionamento do comércio não essencial.

Em live publicado nas redes sociais, o governador do Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), ressaltou que as empresas devem respeitar as regras de distanciamento social, uso obrigatório de máscaras e ações de biossegurança, como disponibilização de álcool em gel.

O toque de recolher também foi flexibilizado, respeitando as "bandeiras" de cada cidade —sinalização que aponta o risco de contágio pelo novo coronavírus. Em cidades com bandeira verde, amarela e laranja, o toque de recolher é das 22h às 5h. Municípios com bandeira vermelha, entretanto, devem seguir a determinação a partir das 21h. Na bandeira cinza, o toque de recolher começa às 20h.

A capital Campo Grande segue na bandeira vermelha. "Vamos seguir este novo decreto para que não tenhamos que reeditar outro mais restritivo, se tivermos a consciência de todos, que é o melhor remédio para evitarmos as mortes", disse o governador Azambuja.

Flexibilização no RN

Nesta semana, também entra em vigor um novo decreto no Rio Grande do Norte. Entre os dias 5 e 16 de abril, o funcionamento de lojas, bares, restaurantes e qualquer outro comércio não essencial está liberado, mas deve ser suspenso das 20h às 6h, quando passa a valer o toque de recolher.

Aos domingos e feriados, entretanto, a interrupção dos serviços não essenciais deve ser total. Apesar da flexibilização, o estado segue com altos índices de contaminação pela covid-19.

Comércios ainda devem respeitam a ocupação máxima de 50% e está proibida a venda de bebidas alcoólicas.

Além do comércio não essencial, igrejas e academias também podem voltar a funcionar, mas somente entre às 6h e 20h. De acordo com o governo, celebrações religiosas podem ser realizadas em ambientes coletivos "desde que a ocupação não seja superior a 20% da capacidade".

Já academias devem respeitar o limite de 50% de sua capacidade, mas não podem funcionar aos domingos e feriados, conforme estabelecido por decreto.

O governo do Rio Grande do Norte também liberou as aulas presenciais nas escolas até a 5ª série do ensino fundamental —uma escolha de gestores e pais. O ensino remoto continua em vigor para outras séries.

Coronavírus