PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
1 mês

Brasil alcança 22,6 milhões de vacinados contra covid, 10,71% da população

Mais de 22,6 milhões de brasileiros já receberam pelo menos uma dose da vacina contra covid-19 - Marcelo Bittencourt/Futura Press/Estadão Conteúdo
Mais de 22,6 milhões de brasileiros já receberam pelo menos uma dose da vacina contra covid-19 Imagem: Marcelo Bittencourt/Futura Press/Estadão Conteúdo

Colaboração para o UOL, em São Paulo

09/04/2021 20h09Atualizada em 09/04/2021 20h26

O Brasil chegou a 22,6 milhões de vacinados contra a covid-19 nesta sexta-feira (9). No total, 22.686.106 pessoas já receberam pelo menos uma dose de imunizante, o equivalente a 10,71% da população do país. Os dados são do consórcio de veículos de imprensa do qual o UOL faz parte, baseado nas informações fornecidas pelas secretarias estaduais de saúde.

Nas últimas 24 horas, a primeira dose da vacina foi aplicada em 515.988 brasileiros. Outros 485.389 receberam a segunda dose de ontem para hoje.

Até o momento, 6.843.168 pessoas receberam as duas doses de vacina, seguindo a recomendação dos laboratórios responsáveis pela produção da CoronaVac e da Oxford/AstraZeneca. O número corresponde a somente 3,23% da população nacional.

Proporcionalmente, o Rio Grande do Sul segue na liderança entre os estados que mais vacinaram seus habitantes com a primeira dose: 14,09% da população local.

Maranhão recorre ao STF para que Anvisa autorize importação da Sputnik V

O governo do Maranhão pediu ao STF (Supremo Tribunal Federal) que a Anvisa seja obrigada a autorizar, de forma excepcional, o uso e a importação da vacina contra covid-19 Sputnik V, desenvolvida na Rússia.

Em março, o governador Flávio Dino (PCdoB) assinou contrato para a aquisição de 4.582.861 doses do imunizante, com expectativa de recebimento do produto no início de abril. A Anvisa, porém, ainda não autorizou o uso emergencial da Sputnik V no Brasil.

No pedido, o Maranhão cita uma decisão do ministro Ricardo Lewandoswki que autoriza estados e municípios a importarem qualquer vacina contra covid-19 que tenha registro nas principais agências reguladoras internacionais. Com base nisso, o estado pede que a Anvisa conceda autorização excepcional imediatamente.

Veículos se unem pela informação

Em resposta à decisão do governo Jair Bolsonaro de restringir o acesso a dados sobre a pandemia de covid-19, os veículos de comunicação UOL, O Estado de S. Paulo, Folha de S.Paulo, O Globo, G1 e Extra formaram um consórcio para trabalhar de forma colaborativa para buscar as informações necessárias diretamente nas secretarias estaduais de Saúde das 27 unidades da Federação.

O governo federal, por meio do Ministério da Saúde, deveria ser a fonte natural desses números, mas atitudes de autoridades e do próprio presidente durante a pandemia colocam em dúvida a disponibilidade dos dados e sua precisão.

Você utiliza a Alexa? O UOL fornece informações à inteligência artificial por voz da Amazon, com boletins de notícias e dados atualizados do número de brasileiros vacinados contra a covid-19. Para saber sobre a vacinação no país ou no seu estado com a credibilidade do UOL, pergunte: "Alexa, quantas pessoas já foram vacinadas no Brasil?", por exemplo, ou "Alexa, quantas pessoas foram vacinadas?". Nos encontramos lá!

Coronavírus