PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
1 mês

Pessoas dormem na fila para receber vacina contra a covid-19 em Nova Iguaçu

Moradora mostrou populares dormindo na fila para serem imunizados contra a covid-19 hoje, em Nova Iguaçu (RJ) - Reprodução/TV Globo
Moradora mostrou populares dormindo na fila para serem imunizados contra a covid-19 hoje, em Nova Iguaçu (RJ) Imagem: Reprodução/TV Globo

Do UOL, em São Paulo

17/05/2021 11h12Atualizada em 17/05/2021 13h40

Moradores passaram a noite de ontem na porta da Clínica da Família Patrícia Marinho para receber a vacina contra a covid-19 na manhã de hoje, em Nova Iguaçu, no Rio de Janeiro.

A Prefeitura de Nova Iguaçu enviou uma nota ao UOL (confira a íntegra abaixo) na qual explica que a "movimentação, bem maior do que a esperada, ocorreu porque um grande número de pessoas que ainda não estavam na data de vacinação programada foi aos postos. Houve também um fluxo grande de pessoas apenas solicitando informações".

O telejornal Bom Dia RJ, da TV Globo, transmitiu vídeos recebidos de uma telespectadora que mostrou a situação na Clínica da Família. Os registros mostram a população, entre eles idosos, em pé ou com cadeiras de plástico na fila para receber o imunizante. A mulher ainda mostrou a fila lotada na frente e no entorno da clínica.

Segundo a telespectadora, ela chegou na clínica às 22h de ontem e já havia quatro pessoas na frente dela, que chegaram antes para serem os primeiros a receber a imunização.

Vacinação

De acordo com o site da prefeitura de Nova Iguaçu, hoje teve início a vacinação da 2ª dose de CoronaVac apenas para quem recebeu a primeira dose deste imunizante até o dia 12 de abril. O Instituto Butantan paralisou a produção da CoronaVac na última sexta-feira em razão da falta de matéria-prima.

Ao UOL, a prefeitura explicou que as doses de CoronaVac recebidas pelo município serão "suficientes para atender à demanda somente hoje, quando está programado o reforço imunológico de pessoas vacinadas nos dias 10 e 12 de abril".

As pessoas com comorbidades de 28 a 39 anos e aquelas com deficiência permanente acima de 18 anos serão imunizadas com a 1º e 2º dose do imunizante AstraZeneca/Oxford seguindo os horários e divisão de gênero determinados pela prefeitura.

Profissionais de saúde com 26 anos ou mais, idosos acima de 60 anos, e pessoas com comorbidades que tenham 40 anos ou mais também estão nos grupos prioritários de vacinação e estão aptos a serem imunizados.

Os horários de vacinação para homens e mulheres são diferentes no município. As mulheres devem se vacinar de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 13h, e aos sábados das 8h30 às 11h.

Enquanto os homens devem se vacinar de segunda a sexta-feira, das 13h às 16h, e aos sábados das 11 às 14h.

No site da prefeitura é possível verificar os endereços dos 23 pontos de vacinação contra a covid-19 no município.

Confira a íntegra da nota da Prefeitura:

"A Prefeitura de Nova Iguaçu enviou reforço das equipes de atendimento para orientar a população nos pontos de vacinação contra a Covid-19.

A movimentação, bem maior do que a esperada, ocorreu porque um grande número de pessoas que ainda não estavam na data de vacinação programada foi aos postos. Houve também um fluxo grande de pessoas apenas solicitando informações.

Importante salientar que há 23 pontos de vacinação no município.

As segundas doses de vacina Coronavac/Sinovac recebidas pelo município serão suficientes para atender à demanda somente hoje, quando está programado o reforço imunológico de pessoas vacinadas nos dias 10 e 12 de abril.

Para outras datas de reforço com este imunizante, iremos fazer uma prévia das doses aplicadas até o dia de hoje e definir se será necessária a suspensão até recebermos mais doses do Ministério da Saúde.

Nova Iguaçu recebeu cerca de 17 mil doses da vacina Coronavac/Sinovac na última sexta-feira (15). No entanto, o município tinha 31.256 pessoas na fila para receber a segunda dose do imunizante. No sábado, foram aplicadas 6.612 doses, restando 24.644 pessoas para serem imunizadas.

A prefeitura compartilha do desespero da população e apela ao Governo Federal para que regularize o mais rápido possível o envio de vacinas para zerar a fila de pessoas à espera da segunda dose de Coronavac/Sinovac."

Coronavírus