PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
7 meses

Cidade de SP se prepara para enfrentar 3ª onda da covid-19, diz secretário

Edson Aparecido, secretário municipal de Saúde de São Paulo - Reprodução/Youtube/Câmara Municipal de São Paulo
Edson Aparecido, secretário municipal de Saúde de São Paulo Imagem: Reprodução/Youtube/Câmara Municipal de São Paulo

Do UOL, em São Paulo

26/05/2021 10h56Atualizada em 26/05/2021 11h03

O secretário municipal de Saúde de São Paulo, Edson Aparecido, afirmou hoje que a a capital paulista, inevitavelmente, passará por uma terceira onda da covid-19 e que a prefeitura já se prepara para enfrentar esse quadro.

Há um aumento de casos já hoje na cidade depois daquele pico gigantesco que nós tivemos em março e abril com a P.1, a chamada variante de Manaus, e nós estamos nos preparando exatamente para uma nova onda, que seguramente vai atingir todo o Brasil e não vai ser diferente aqui na cidade de São Paulo
Edson Aparecido, em entrevista ao 'Bom Dia São Paulo', da TV Globo

De acordo com o último boletim de Secretaria Municipal da Saúde, divulgado ontem, a taxa de ocupação nos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) que atendem o SUS (Sistema Único de Saúde) na cidade é de 80%. Se considerados apenas os leitos destinados a pacientes com covid-19, a taxa sobe para 85%.

Desde o início da pandemia, a capital registrou 1,1 milhão de casos e 30 mil mortes por causa da covid-19.

Secretário evita falar em novas restrições

Questionado se a prefeitura pretende adotar medidas mais restritivas para conter o avanço da doença na cidade, o secretário evitou dar detalhes e afirmou que as ações para enfrentar o vírus precisam ser feitas em conjunto com outros municípios da Região Metropolitana.

"A responsabilidade das decisões é dos municípios. Nós vamos precisar, no caso da Região Metropolitana, envolver os municípios vizinhos em ações conjuntas, nós vamos precisar ter iniciativas comuns", declarou Aparecido à TV Globo.

Coronavírus