PUBLICIDADE
Topo

Saúde

Conteúdo publicado há
4 meses

Covid: Brasil tem quase 50 mil novos casos conhecidos de covid em 24 h

Eduardo Anizelli/Folhapress
Imagem: Eduardo Anizelli/Folhapress

Colaboração para o UOL, em São Paulo

15/01/2022 20h00

O Brasil registrou 49.459 novos testes positivos de covid-19 conhecidos nas últimas 24 horas. Em alta desde 29 de dezembro, a média móvel de casos hoje ficou em 68.074. Os dados são do consórcio de veículos de imprensa, do qual o UOL faz parte.

Os números podem estar subnotificados porque os dados da pandemia no Brasil ainda sofrem impacto do apagão nos sistemas do Ministério da Saúde, alvo de um ataque hacker em dezembro.

Desde março de 2020, o Brasil teve 22.975.323 casos notificados da doença a partir de testes e, nas últimas 24 horas, foram registradas 160 mortes. Ao todo, 621.007 pessoas já perderam a vida em decorrência da covid-19 no país.

Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Espírito Santo, Paraíba, Paraná e Roraima não registraram mortes desde as 20h de ontem.

A média móvel de mortes ficou em 147 e é calculada comparando a média com o mesmo índice de 14 dias atrás. Se o valor ficar abaixo de -15%, indica tendência de queda; acima de 15%, aceleração; entre os dois valores, significa estabilidade.

Na sexta-feira (14), o país contabilizou mais de 100 mil casos da doença pela primeira vez desde 18 de setembro de 2021, quando havia represamento de dados. Antes, as mais de 100 mil confirmações de casos ocorreram em 23 de junho e 23 de julho de 2021.

Veja a situação por estado e no Distrito Federal

Região Sudeste

  • Espírito Santo: estabilidade (-13%)
  • Minas Gerais: alta (78%)
  • Rio de Janeiro: queda (-23%)
  • São Paulo: alta (179%)

Região Norte

  • Acre: alta (100%)
  • Amazonas: alta (71%)
  • Amapá: estabilidade (-14%)
  • Pará: alta (167%)
  • Rondônia: alta (39%)
  • Roraima: queda (-100%)
  • Tocantins: alta (33%)

Região Nordeste

  • Alagoas: estabilidade (0%)
  • Bahia: alta (50%)
  • Ceará: queda (-38%)
  • Maranhão: alta (89%)
  • Paraíba: queda (-38%)
  • Pernambuco: queda (-16%)
  • Piauí: alta (89%)
  • Rio Grande do Norte: alta (150%)
  • Sergipe: alta (300%)

Região Centro-Oeste

  • Distrito Federal: não divulgou dados hoje
  • Goiás: estabilidade (-7%)
  • Mato Grosso: alta (95%)
  • Mato Grosso do Sul: alta (50%)

Região Sul

  • Paraná: alta (46%)
  • Rio Grande do Sul: não divulgou dados hoje
  • Santa Catarina: estabilidade (-2%)

Com nova explosão de covid, estados reabrem leitos às pressas pelo país

O crescimento explosivo de casos de covid-19 no Brasil nos últimos dias levou gestores de todo o país a correrem para reabrir leitos de enfermaria e UTI (unidade de terapia intensiva) para dar conta de atender os pacientes que buscam socorro nas unidades de saúde.

O UOL pesquisou e viu que estados e prefeituras se mobilizaram e anunciaram expansão da rede hospitalar, com pelo menos mais cerca de 2.000 leitos. A alta vem após eles serem pressionados pelos recordes de atendimento a pacientes e internações com sintomas gripais —além da covid-19, muitos locais enfrentam epidemia de Influenza.

Estado com maior ocupação hospitalar segundo dados da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), Pernambuco chegou a enfrentar novamente fila de espera por um leito de UTI. Em menos de 20 dias, o estado colocou mais 480 leitos exclusivos para casos de SRAG (Síndrome Respiratória Aguda Grave), sendo 213 deles de UTI.

Veículos se unem pela informação

Em resposta à decisão do governo Jair Bolsonaro de restringir o acesso a dados sobre a pandemia de covid-19, os veículos de comunicação UOL, O Estado de S. Paulo, Folha de S.Paulo, O Globo, g1 e Extra formaram um consórcio para trabalhar de forma colaborativa para buscar as informações necessárias diretamente nas secretarias estaduais de Saúde das 27 unidades da Federação.

O governo federal, por meio do Ministério da Saúde, deveria ser a fonte natural desses números, mas atitudes de autoridades e do próprio presidente durante a pandemia colocam em dúvida a disponibilidade dos dados e sua precisão.

Saúde