HRW: coalizão liderada por sauditas usa bombas de fragmentação no Iêmen

Washington, 8 Jan 2016 (AFP) - A coalizão liderada pela Arábia Saudita, que intervém no conflito interno no Iêmen, está lançando bombas de fragmentação contra áreas civis, denunciou nesta quinta-feira a organização Human Rights Watch, advertindo que isto pode ser considerado um crime de guerra.

O relatório da HRW inclui uma fotografia de uma das bombas lançadas, uma CBU-58, fabricada em 1978 no Tennessee, Estados Unidos.

A organização assinala que a bomba exibida caiu nas proximidades da sede da presidência em Sanaa, como outras que atingiram áreas civis.

Os Estados Unidos são um tradicional aliado da Arábia Saudita e fornecem boa parte do material bélico dos sauditas, mas há muitos anos deixaram de exportar este tipo de bomba de fragmentação.

A coalizão liderada pelos sauditas intervém para apoiar o governo iemenita desde março de 2015 contra os rebeldes xiitas huthis, aliados ao Irã e que ocupam vastos territórios no país.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos