EUA: governo exige fim da 'ocupação ilegal' de parque no Oregon

Burns, Estados Unidos, 27 Jan 2016 (AFP) - As autoridades americanas exigiram, nesta quarta-feira, o fim da "ocupação ilegal" de um parque nacional no estado do Oregon, um dia depois que um confronto entre policiais e manifestantes antigoverno deixaram um morto.

"Ainda há pessoas ocupando de forma ilegal a reserva natural de Malheur. Acho que os ocupantes armados tiveram muitas chances para sair de forma pacífica, tiveram oportunidades para negociar", afirmou o agente especial do FBI (a Polícia Federal americana) Greg Bretzing, em entrevista coletiva na localidade de Burns.

"Esses indivíduos escolheram, porém, fazer ameaças e intimidar o país que dizem amar", completou.

"Chegou a hora de que todo mundo que participa desta ocupação ilegal vá embora", disse o xerife do condado de Harvey, Dave Ward, na mesma coletiva de imprensa.

"Não precisa haver um derramamento de sangue em nossa comunidade", assegurou.

A milícia armada mantém esse protesto desde 2 de janeiro, em repúdio à gestão do governo das terras federais.

Ontem, um dos manifestantes faleceu quando seria detido, depois que o grupo trocou tiros com agentes em um controle polidial instalado em uma estrada.

O incidente terminou com outros oito detentos, entre eles Ammon Bundy, líder da ocupação.

str-spc/cd/tt

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos