Obama se diz convencido de que Trump "não será presidente"

Em Rancho Mirage (EUA)

  • Mike Blake/Reuters

O presidente americano, Barack Obama, disse nesta terça-feira (16) estar convencido de que o pré-candidato republicano à Casa Branca Donald Trump não será eleito, afirmando que comandar o país não é um trabalho como apresentar um "reality show".

Obama criticou duramente a proposta de Trump de impedir os muçulmanos de entrar nos Estados Unidos e declarou que seus adversários também estão fazendo declarações "perturbadoras". Mas reservou os comentários mais duros ao bilionário do setor imobiliário.

"Eu continuo a acreditar que o senhor Trump não será presidente, e a razão é que tenho muita fé no povo americano. Eu acredito que vão reconhecer que ser presidente é um trabalho sério", acrescentou.

"Não é como apresentar um programa de entrevistas, ou um 'reality show'. Não é uma promoção, não é marketing. É difícil", ensinou.

"Às vezes (ser presidente) exige tomar decisões difíceis, apesar de serem impopulares. Isso implica ser capaz de trabalhar com dirigentes do mundo inteiro", insistiu Obama.

O presidente americano insistiu em que vários dos oponentes republicanos de Trump adotaram posições similares às do magnata, mesmo que tenham manifestado sua opinião de maneira menos provocadora.

"Acho que alguns observadores estrangeiros estão preocupados com a retórica desta primária republicana e com os debates republicanos. E isso não se aplica apenas ao senhor Trump", completou Obama.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos