Obama insiste com Putin sobre respeito aos acordos de paz na Ucrânia

Washington, 22 Fev 2016 (AFP) - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, insistiu nesta segunda-feira durante uma conversa com o seu colega russo, Vladimir Putin, sobre a necessidade de respeitar o acordo de paz no leste da Ucrânia.

Durante um telefonema, Obama destacou em particular a importância de respeitar o cessar-fogo e permitir que a missão de observação da OSCE tenha pleno acesso à zona de conflito, de acordo com um comunicado do executivo americano.

Ele também enfatizou a necessidade de um acordo sobre as modalidades da organização de eleições "livres e justas" no leste da Ucrânia.

Kiev e o Ocidente acusam a Rússia de armar os separatistas e de ter implantado tropas na zona de conflito, o mais sangrento na Europa desde as guerras dos Balcãs na década de 1990.

Moscou nega veementemente as acusações, mas seu papel na crise ucraniana lhe valeu sanções econômicas severas.

Washington deixou claro que as sanções poderiam ser levantadas nos próximos meses se a Rússia aplicar plenamente os acordos de fevereiro de 2015, assinados em Minsk pela Rússia, Ucrânia, França e Alemanha.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos