Homem esfaqueia 10 crianças em escola e se suicida na China

Em Pequim

  • Reuters

    Polícia isola área da uma escola onde as crianças foram esfaqueadas

    Polícia isola área da uma escola onde as crianças foram esfaqueadas

Um homem esfaqueou dez crianças em uma escola em uma ilha da China e depois se suicidou, informou a polícia, na última ocorrência de uma série de incidentes desse tipo nos últimos anos.

As crianças estavam em fila e se preparavam para voltar para casa quando o homem os atacou antes de fugir, segundo a agência estatal News Service. O ataque ocorreu em Haikou, na ilha de Hainan.

Uma testemunha contou ter visto vários alunos com o rosto ensanguentado e ferimentos na cabeça.

No total, seis meninos e quatro meninas ficaram feridos, mas sem gravidade.

O agressor foi identificado como Li Sijun, 45 anos, que se suicidou depois do ataque. Ainda não há explicações sobre o motivo do crime.

Os crimes violentos aumentaram na China nos últimos anos.

No país, marcado pelas desigualdades, as patologias mentais também registraram alta, mas o sistema de saúde não cobre esse tipo de doença.

Em 2014, a mídia estatal informou que um homem armado com uma fata matou três crianças e uma professora, além de deixar vários feridos em uma escola que se negou a matricular sua filha.
 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos