Mundo "à beira de terceira guerra", diz ministro israelense

Jerusalém, 24 Mar 2016 (AFP) - O ministro israelense da Defesa, Moshe Yaalon, declarou nesta quinta-feira que os atentados de Bruxelas mostram que uma nova guerra mundial está em curso e que Israel e os outros países devem combatê-la juntos.

"Estamos todos no mesmo barco", declarou Moshe Yaalon à rádio militar.

"O mundo encontra-se neste momento numa terceira guerra mundial ou, como alguns já disseram, em pleno choque de civilizações. Devemos enfrentá-la juntos", disse.

"Nós cooperamos com a Bélgica e outros países europeus", afirmou. "Estamos no mesmo patamar, com valores e interesses comuns".

O governo israelense insiste que os atentados cometidos em Paris ou Bruxelas têm como plano de fundo o mesmo combate feito por Israel contra uma nova onda de violências palestinas.

O ministro israelense dos Transportes e da Informação, Israël Katz, causou polêmica na quarta-feira ao declarar que se a Bélgica "continuar comendo chocolate, aproveitando a vida e se apresentando como um país super liberal e democrata, e não levar em conta que uma parte dos muçulmanos que vive lá organizam atos terroristas, não conseguirá combatê-los".

Seguindo o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, Yaalon quis manter distância de Katz: "Eu sugeriria que ele guardasse sua opinião para si. E adoraria comer um chocolate amargo belga".

scw-lal/vl/mm

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos