Franceses, belgas, holandeses e italianos são os mais eurocéticos

Paris, 29 Mar 2016 (AFP) - Apenas 25% dos franceses, belgas, holandeses e italianos consideram que há "mais vantagens do que desvantagens" de pertencer à União Europeia, de acordo com uma pesquisa realizada nos países da Europa Ocidental e divulgada nesta terça-feira.

A França (58%) e o Benelux (Bélgica, Holanda, Luxemburgo) (55%) são também os países do oeste europeu membros da UE, onde os entrevistados se declaram contra o acolhimento de migrantes e refugiados.

Segundo a pesquisa, realizada para o site francês Atlantico, apenas 25% dos belgas e holandeses, e 26% dos franceses e italianos consideram que há "mais vantagens do que desvantagens" de pertencer à UE, contra, respectivamente, 40% dos franceses, 37% dos belgas, holandeses e italianos, que são da opinião contrária.

Entre os britânicos, 36% (contra 40%) em ver mais vantagens do que desvantagens de pertencer à União Europeia. E na outra extremidade do espectro, 42% dos alemães (24% contra) e 54% dos espanhóis (18% contra) defendem a UE.

Sobre a questão dos migrantes e refugiados, "particularmente os da Síria", os franceses (58%), os belgas e holandeses (55%) e britânicos (51%) são os mais resistentes a ideia de seus países os acolherem.

Por outro lado, 69% dos espanhóis, 67% dos alemães e 57% dos italianos acreditam que seu país deve receber os refugiados.

Esta pesquisa foi realizada on-line de 9 a 15 de fevereiro, com uma amostra de 800 pessoas com 18 anos ou mais para cada país da área levada em consideração.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos