Acordo GB/EUA/UE sobre resíduos médicos nucleares

Londres, 31 Mar 2016 (AFP) - O primeiro-ministro britânico, David Cameron, deve anunciar nesta quinta-feira um acordo entre seu país, a Comunidade Europeia de Energia Atômica (Euratom) e os Estados Unidos para a troca de resíduos nucleares de uso médico, durante a cúpula sobre segurança nuclear de Washington.

Cameron "anunciará um acordo histórico com os Estados Unidos e a Euratom para a transformação de elementos nucleares utilizados no tratamento do câncer", declarou uma fonte do governo britânico.

Segundo o acordo, a Grã-Bretanha vai transferir 700 quilos de urânio enriquecido para ser armazenado nos Estados Unidos, que enviarão à Euratom urânio enriquecido "de forma diferente para ser utilizado nos reatores europeus capazes de produzir isótopos destinados ao diagnóstico e ao tratamento de doenças como câncer da tiroide".

"Trata-se do maior movimento de urânio enriquecido já realizado".

"Esta é uma oportunidade para Grã-Bretanha, Estados Unidos e Europa de mostrar que os países podem trabalhar juntos para administrar resíduos nucleares porque desejamos que mais países adotem soluções diferentes sobre estes resíduos".

A cúpula sobre segurança nuclear, que reúne na quinta e sexta-feira cerca de 50 países em Washington, será a quarta e última deste tipo, encerrando um ciclo lançado em abril de 2010 pelo presidente americano, Barack Obama.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos