Hollande desiste de reforma constitucional pós-atentados ante bloqueio político

Paris, 30 Mar 2016 (AFP) - O presidente francês, François Hollande, anunciou nesta quarta-feira que desiste da reforma constitucional que propôs após os atentados de 13 de novembro em Paris, que incluía a possibilidade de retirar a nacionalidade dos autores de ataques.

A medida foi objeto de polêmica e as duas câmaras do Parlamento não conseguiram chegar a um acordo sobre o texto, condição obrigatória para reformar a Constituição.

"Decidi, depois de uma reunião com os presidentes da Assembleia Nacional e do Senado, encerrar o debate constitucional", disse Hollande, antes de reconhecer que "um compromisso está fora de alcance" sobre a retirada da nacionalidade.

ha-swi-mc/fp

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos