Membros da mesma família queimados vivos por suspeita de bruxaria na Índia

Nova Délhi, 19 Abr 2016 (AFP) - Três membros de uma mesma famílias foram queimados vivos no leste da Índia depois de terem sido trancados em sua casa por uma multidão enfurecida por rumores de participação em sacrifícios humanos.

Dez homens foram detidos depois do crime, que ocorreu no domingo no Estado de Jharkhand, quando dezenas de populares armados com pedaços de pau ou objetos cortantes atacaram a família.

"Espalhou-se o rumor de que os membros da família haviam sequestrado crianças para um sacrifício humano", afirmou a polícia, ao explicar o ataque.

Outros cinco membros da família foram socorridos com a casa em chamas.

O chefe da família, Gowardhan Bhagat, foi acusado pelos vizinhos de bruxaria.

No total, 2.097 pessoas, em sua maioria mulheres, foram assassinadas na Índia entre 2000 e 2012, acusadas de bruxaria, segundo estatísticas oficiais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos