Polícia britânica se desculpa por grito de 'Allahu Akbar' em simulação antiterrorista

Em Londres

  • Sean Hansford/MEN/ AFP

A polícia britânica pediu nesta terça-feira (10) desculpas pelos gritos de "Allahu Akbar" proferidos por um falso suicida em uma simulação de atentado em um centro comercial de Manchester.

"Reconhecemos que foi inaceitável usar esta frase religiosa imediatamente antes do falso atentado suicida, porque vinculava claramente o exercício ao Islã", afirma em um comunicado Garry Shewan, um comandante de alto escalão da polícia da região metropolitana desta cidade do norte da Inglaterra.

Nas imagens deste exercício, que contou com a participação do público, é possível ver o falso suicida vestido de preto invadindo um centro comercial e fingindo detonar uma bomba.

Shewan se justificou alegando que o exercício "se baseava em um atentado suicida de uma organização do estilo do Estado Islâmico" e que reproduzia detalhes "de fatos passados, para que a situação parecesse o mais real possível a todos os participantes".

No exercício foi praticada a resposta dos serviços de emergência a diferentes situações, de atentados suicidas à tomada de reféns, passando pela morte de um grande número de pessoas no centro comercial.

A simulação foi realizada entre meia-noite e 6 da manhã desta terça-feira, e foi o quarto grande exercício antiterrorista dos últimos meses no Reino Unido, após os realizados em Londres, Glasgow e Essex.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos