Americano é indiciado por incêndio de viatura da polícia em Paris

Paris, 29 Mai 2016 (AFP) - Um americano de 27 anos foi indiciado na investigação sobre o incêndio em Paris de uma viatura da polícia ocupada por dois agentes, um incidente que chocou e inundou as redes sociais, anunciou neste domingo a procuradoria.

Quatro outros suspeitos, apresentados pela acusação como militantes antifascistas, já haviam sido indiciados pelo incidente em 18 de maio, à margem de uma manifestação de policiais que denunciava o "ódio à polícia".

O americano foi acusado de tentativa de homicídio contra uma autoridade pública, destruição de propriedade, violência e participação em um encontro armado, informou o promotor.

Preso na quinta-feira durante uma nova manifestação, desta vez contra o projeto de lei de reforma trabalhista, exerceu seu direito ao silêncio sob custódia.

Ele reconheceu apenas sua presença no protesto de 18 de maio, enquanto negou qualquer envolvimento nos episódios de violência, segundo a mesma fonte.

Os investigadores suspeitam que ele jogou um paralelepípedo no pára-brisa dianteiro do carro de polícia, detalhou o promotor de Paris.

De acordo com as suas declarações, ele teria chegado recentemente na França, não tem emprego ou moradia fixa, e está hospedado na casa de amigos.

Três dos quatro homens já acusados no caso foram liberados sob supervisão judicial, o que irritou os sindicatos policiais, enquanto o mais jovem, com 18 anos, permanece sob custódia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos