Cinco guardas sauditas são mortos na fronteira com o Iêmen

Riade, 25 Jul 2016 (AFP) - Cinco guardas de fronteira sauditas foram mortos nesta segunda-feira em combates com "elementos inimigos" que tentavam se infiltrar no sul da Arábia Saudita a partir da fronteira com o Iêmen, anunciou o ministério do Interior saudita.

Os cinco homens foram mortos em combates que duraram oito horas depois que os guardas de fronteira sauditas entraram em confronto com "elementos inimigos de grupos armados que tentaram se infiltrar em vários lugares" na região de Najran, na fronteira com o Iêmen, informou um porta-voz do ministério, citado pela agência de notícias oficial Spa.

Apoiados pelo exército, os guardas de fronteira frustraram a tentativa de infiltração, que começou às 6h00 (00h00 no horário de Brasília), declarou sem dar mais detalhes.

O sul da Arábia Saudita, principalmente as áreas que fazem fronteira com o Iêmen, são alvos de ataques esporádicos desde que Riad, em março de 2015, assumiu a liderança de uma coalizão árabe que intervem militarmente no Iêmen.

A coalizão apoia o presidente iemenita Abd Rabbo Mansour contra os rebeldes xiitas huthis aliados do ex-presidente Ali Abdullah Saleh. Os rebeldes e seus aliados ainda controlam a capital Sanaa e vastas porções do território.

Negociações de paz para resolver o conflito que já custou mais de 6.400 vidas desde março de 2015 estão sendo realizadas no Kuwait, mas sem resultados significativos até à data.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos