Israel responde com ataque aéreo a disparo de morteiro da Síria

Jerusalém, 25 Jul 2016 (AFP) - A Força Aérea israelense respondeu nesta segunda-feira a um tiro de morteiro procedente da Síria, que caiu sobre a colina de Golã ocupada sem causar danos ou deixar vítimas - informou o Exército em um comunicado.

De acordo com a nota, a Força Aérea "tomou como alvo, com sucesso, a fonte do tiro", após observar "um disparo de morteiro proveniente de combates internos na Síria".

Segundo o Exército, o obus caiu em uma zona desabitada "perto da barreira de segurança no centro da colina de Golã, sem deixar feridos.

"O governo sírio é responsável por todos os tiros da Síria", acrescentou a nota.

Na Síria, o Exército falou em dois foguetes "lançados por dois drones" israelenses que visaram "um imóvel residencial de al-Baas, provocando danos materiais" nesse cidade da região de Qouneitra em Golã.

Na semana passada, o Exército israelense lançou dois mísseis Patriot contra um drone (avião não tripulado) "infiltrado" da Síria.

Em 4 de julho, o Exército israelense atacou duas posições militares sírias na colina de Golã, depois de tiros procedentes da Síria que abalaram a barreira de segurança ao longo da linha de demarcação.

Israel e Síria continuam, oficialmente, em estado de guerra.

Desde a guerra de junho de 1967, o Estado Hebreu ocupa 1.200 km² da colina de Golã (nordeste), cuja anexação em 1981 nunca foi reconhecida pela comunidade internacional. Os cerca de 510 km² restantes estão sob controle sírio.

A linha de cessar-fogo sobre Golã era considerada relativamente calma nesses últimos anos, mas a situação se tensionou a partir da guerra na Síria em 2011.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos