Sanders pede Clinton presidente e defende unidade dos democratas

Filadélfia, Estados Unidos, 26 Jul 2016 (AFP) - Os Estados Unidos precisam de uma liderança que os ajude a melhorar a vida de seus cidadãos e promova sua unidade, e por este motivo que Hillary Clinton deve ser a próxima presidente do país, afirmou nesta segunda-feira o senador Bernie Sanders, no primeiro dia da Convenção Democrata.

"Qualquer observador objetivo irá concluir que, baseado em suas ideias e em sua liderança, Hillary Clinton deve se tornar a próxima presidente. Não há sequer comparação", disse Sanders na Convenção Nacional na Filadelfia.

Em um dramático apelo à unidade do partido democrata em torno da candidatura de Clinton, o senador Sanders disse sentir "orgulho" de participar da Convenção Nacional para apoiá-la, frase que provocou vaias entre seus próprios seguidores.

"Hillary Clinton será uma extraordinária presidente e estou orgulhoso de estar esta noite aqui junto com ela", declarou o senador, que recebeu a mais longa ovação do primeiro dia da Convenção Nacional Democrata.

Em seu apelo ao partido para cerrar fileiras em torno de Clinton, o senador disse que "nestes momentos difíceis para nosso país, esta eleição deve servir para nos unir, e não para nos dividir".

"Não é um segredo que Hillary Clinton e eu discordamos de muitas coisas. Mas e disto que se trata, precisamente, uma campanha. Isto é a democracia".

Em uma mensagem a seus seguidores, Sanders recordou que o movimento lançado no início da campanha interna levou o partido democrata a ter nestas eleições "a plataforma mais progressista de toda a sua história".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos