Duros combates e tiros de artilharia em Aleppo após fim da trégua (ONG)

Beirute, 23 Out 2016 (AFP) - Violentos combates entre as forças do governo sírio e os rebeldes eclodiram neste sábado (22) na cidade de Aleppo, no norte do país, pouco depois do fim de uma trégua decretada pela Rússia - informou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

Tiros de artilharia e duros confrontos foram registrados em vários bairros ao longo da linha de frente da cidade. Desde 2012, Aleppo se encontra dividida entre as áreas dominadas pelo governo do presidente Bashar al-Assad, a oeste, e aquelas controladas pelos rebeldes, a leste, acrescentou o OSDH.

Um correspondente da AFP na parte rebelde também informou sobre disparos e barulho de artilharia. Três pessoas ficaram feridas nessa área, de acordo com um primeiro balanço do OSDH.

A "pausa humanitária" decretada por Moscou, que bombardeou Aleppo ao lado do governo sírio nas últimas semanas, terminou às 19h (14h, horário de Brasília) deste sábado.

A trégua não permitiu à ONU evacuar 200 feridos, bloqueados nos bairros do leste da cidade, cercados desde julho por Damasco e seus aliados.

Os oitos corredores abertos para permitir a passagem de civis e milicianos do setor rebelde - onde viveriam cerca de 250.000 pessoas - não foram usados.

Os intensos bombardeios em Aleppo-Leste deixaram pelo menos 500 mortos e 2.000 feridos, segundo a ONU, que apontou ainda a destruição de infraestruturas civis - especialmente hospitais.

sah-iw/mer/tt

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos