Casa Branca não quer 'criticar, nem defender' chefe do FBI

Washington, 31 Out 2016 (AFP) - A Casa Branca optou nesta segunda-feira pela prudência em relação ao diretor do FBI James Comey, que relançou o caso dos e-mails de Hillary Clinton poucos dias antes da eleição presidencial.

"Eu não vou criticar nem defender o diretor Comey", declarou Josh Earnest, porta-voz do presidente Barack Obama, ao insistir que havia uma "velha tradição" segundo a qual é melhor evitar tornar público elementos de uma investigação em curso.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos