Trump estuda opções para lutar contra Estado Islâmico

Washington, 27 Fev 2017 (AFP) - A Casa Branca recebeu nesta segunda-feira as propostas do Pentágono para intensificar a luta contra o grupo jihadista Estado Islâmico (EI) no Iraque e na Síria, informou um funcionário do alto escalão do governo americano, que pediu para não ser identificado.

"A Casa Branca vai começar a analisar as recomendações", afirmou a fonte à AFP.

O Pentágono não divulgou detalhes do conteúdo do documento, apresentado pelo secretário de Defesa, Jim Mattis.

Trata-se apenas de criar "um marco para uma próxima discussão", disse o porta-voz do Pentágono, Jeff Davis.

Este marco "para vencer rapidamente o EI é amplo e global", indicou. "Não é apenas militar, e não diz respeito apenas a Iraque e Síria."

Em 28 de janeiro, oito dias depois de sua posse, o presidente Donald Trump publicou um decreto que dava 30 dias ao Pentágono para preparar um novo plano para acelerar a luta contra o EI, iniciada há dois anos e meio.

Neste período, os extremistas islâmicos perderam mais da metade do território que ocupavam no Iraque, e mais de um quarto na Síria.

Mas ainda não foram expulsos da cidade iraquiana de Mossul nem de Raqqa, sua capital auto-proclamada, no leste da Síria.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos