Irã acusa premiê israelense de 'falsear a história'

Teerã, 13 Mar 2017 (AFP) - O chanceler iraniano, Mohammad Javad Zarif, acusou nesta segunda-feira o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, de " false ar a história" ao afirmar que o império persa tentou exterminar os judeus.

"Netanyahu falseia a história e a Torá. A força do costume", escreveu Zarif no Twitter, depois das declarações em Moscou do premiê israelense que, por ocasião da festa judia do Purim no domingo, declarou que a Pérsia "tentou em vão destruir o povo judeu" há 2.500 anos.

A festa do Purim celebra, segundo a tradição judia, a vitória dos judeus contra um visir do império persa, Haman, no século V a.C.

Em seu tuíte, Zarif afirma que Netanyahu "deforma a realidade de hoje e também o passado, incluindo as escrituras judias, pois o Livro de Ester conta como Xerxes I salvou os judeus de um complô promovido por Haman".

"Nos tempos de Ciro II, o Grande, um rei iraniano salvou de novo os judeus (...) e, durante a Segunda Guerra Mundial, quando os judeus eram exterminados na Europa, o Irã os acolheu com os braços abertos", afirma Zarif.

O Irã não reconhece a existência de Israel, mas as autoridades de Teerã dizem não ser contra os judeus, dos quais uma pequena comunidade de milhares de pessoas vive em território iraniano e tem suas próprias sinagogas.

er-stb/cmk/bc/pc/cn

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos