Comissão Europeia bloqueia fusão entre as Bolsas de Londres e Frankfurt

Bruxelas, 29 Mar 2017 (AFP) - A Comissão Europeia bloqueou nesta quarta-feira a fusão entre a LSE e a Deutsche Börse, as operadoras das Bolsas de Londres e Frankfurt, no mesmo dia em que o governo britânico pretende notificar oficialmente o Brexit.

A fusão "teria reduzido significativamente a concorrência", afirma em um comunicado a comissária europeia de Concorrência, Margrethe Vestager, antes de destacar que as partes não apresentaram propostas de medidas de correção para afastar as dúvidas do Executivo comunitário.

A fusão entre as duas praças foi anunciada no início de 2016, mas a vitória dos partidários do Brexit no referendo de junho do ano passado no Reino Unido enfraqueceu suas possibilidades.

Além disso, as relações entre as duas operadoras são cada vez mais tensas, sobretudo no que diz respeito à localização do centro de decisão da empresa resultante da fusão.

O Executivo comunitário estava preocupado com a operação, que teria criado um gigante financeiro do porte da Intercontinental Exchange (ICE), a operadora da Bolsa de Nova York.

A Comissão havia exigido que a LSE vendesse sua parte majoritária na MTS, uma plataforma de intercâmbio eletrônico italiana especializada em títulos de Estado europeus.

Mas no fim de fevereiro a operadora londrina se negou a aceitar a exigência, admitindo ao mesmo tempo que não receberia a aprovação de Bruxelas a sua operação. A Deutsche Börse expressou mal-estar com a decisão do sócio.

A operação era a terceira tentativa de fusão entre a LSE e a Deutsche Börse. As duas operadoras já haviam fracassado em 2000 e 2005.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos